codigo_r_v2
logo_site_codigo_r
logoCNCCR
Especificações

Introdução

O Código R é baseado em QR Code (patente da Denso Wave com especificação pública) e o mesmo standard ISO (ISO/IEC 18004).

Define o protocolo de codificação construído pela Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República (CNCCR) para divulgar informação e melhorar a experiência associada às suas iniciativas.

Sendo baseada em QR Code (patente da Denso Wave com especificação pública) e no respectivo standard ISO (ISO/IEC 18004) a leitura do código está garantida por qualquer leitor que respeite esta especificação.

A vantagem de QR Code é a facilidade de leitura, sendo especialmente adaptado a reconhecimento por telemóvel, webcam e outros tipos de leitores (mais especializados).

No entanto, em situação normal em que a leitura é sempre dificultada (quer pela falta de iluminação quer pela qualidade da câmara associada) deve reduzir-se a exigência a nível da codificação, normalmente reduzindo a quantidade de informação a descodificar.

Desta forma, em vez de usar os vulgares URL's de referência a um recurso na web (normalmente uma página com endereços do tipo http://www.centenariorepublica.pt/lista-area/exposi%C3%A7%C3%B5es-do-centen%C3%A1rio que estendem o código por 130 de caracteres) passa-se a usar uma codificação debaixo do conceito de um domínio (assumindo um identificador de domínio curto pode ter-se algo do tipo CNCCR010104 precisamente para o mesmo recurso) sendo que CNCCR identifica um âmbito onde o identificador é reconhecido e transformado.

O formato usado pelos QR Codes destina-se a entregar informação ao utilizador - um endereço web, um contacto ou outros. Em contrapartida o Código R destina-se a produzir uma interacção entre os dados contidos no código e a informação do utilizador.

Sendo este protocolo aberto, não está no âmbito do Código R fechar todo o universo de utilizações possíveis na relação entre códigos, dados pessoais e acções.

Considerando o domínio base da própria Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República (CNCCR), estão já definidas algumas acções.

Por questões de compressão de dados, os vários tipos de acções está codificador pela combinação de maiúsculas / minúsculas dessa parte textual (exemplo: se o domínio for CNCCR, codifica o acesso a informação; se for CNcCR, trata-se de um bilhete para um evento).

A especificação do protocolo Código R pretende ser ainda uma base de trabalho para que qualquer entidade possa daí tirar partido, constituindo um directório de domínios conhecidos resolvidos de forma transparente.

Os leitores de código R podem (e devem) também reconhecer QR Codes com a codificação tradicional, permitindo assim uma funcionalidade integrada.

Especificação

O código R é uma codificação de dados sobre QR Code.

O Protocolo assenta numa estrutura simples, aberta, restrita unicamente a uma string alfa inicial seguida do identificador numérico.

código R = [identificador]<domínio><identificador>

sendo:

  • o [identificador] é a string "r:" que ajuda a identificar de forma clara que o que se segue é um Código R. Este identificador é facultativo por forma a poupar no número de caracteres representados no QR Code, muitas das vezes evitando o aumento do tamanho do código.
  • o <domínio> é um conjunto de caracteres que identifica de forma única e universal o domínio sobre o qual o Código R é válido e reconhecido.
  • o <identificador> é um conjunto de dígitos que constitui o identificador numérico do código.

Num Código R a forma de apresentar o domínio é distinta de acordo com o uso de letras maiúsculas ou minúsculas conforme o tipo de acção que se pretenda.

Cabe a cada entidade gestora do seu domínio a definição dessas mesmas regras de utilização.

Como exemplo, pode referir-se o uso que a Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República definiu até ao momento para o seu domínio (CNCCR):

  • CNCCR (tudo em maiúsculas) - identificador de conteúdos. Cada identificador é resolvido para apresentar um conjunto de informação específica. Grosso modo este é o uso mais próximo de um URL normal, sendo que aqui o identificador é bem mais curto.
  • CNcCR (tudo maiúsculas com c minúsculo) - Bilhete de acesso a Exposição - serve para identificar de forma única um bilhete de acesso a um evento. A estrutura do bilhete permite ainda que este seja lido por um leitor para telemóvel e que este envie os dados do utilizador, registando-o com o bilhete em causa.

CnccR (tudo minúsculas com primeiro C e R em maiúsculas) permite o envio de dados do utilizador com o identificador no código. Desta forma podem despoletar-se acções do tipo:

  • inscrever ou registar, sendo que são logo enviados os dados que o utilizador definiu no seu leitor
  • pedir informação enviada para algum destino definido nos dados do utilizador
  • identificar o utilizador pelos seus dados definidos para uma dada operação

Existem outros usos possíveis, tais como despoletar a captura de uma imagem (fotografia), acumular pontuação ou enviar dados de georeferenciação associados a um Código R.

Especificação de leitor para telemóvel

O Leitor de telemóvel deve começar por ser um scanner de QR Code.

Sobre este, deve existir a capacidade de identificar o Código R numa de 2 formas:

  • o código lido começa por "r:"
  • o código lido é composto por um conjunto de caracteres curto (entre 4 e 10, que constituem o domínio) seguido unicamente por um conjunto de dígitos (entre 1 e 64 dígitos). Neste caso, o domínio deve ser previamente conhecido.

Os domínios são conhecidos dentro da aplicação (numa listagem correctamente compilada) ou por actualização de uma tabela de domínios disponível em

http://codigo-r.info/directory.xml

ou

http://r-code.info/directory.xml

utilizável de forma transparente por qualquer leitor que seja desenvolvido.

Para a definição de novos domínios deve-se contactar a Comissão das Comemorações do Centenário da República para articulação.

Um leitor que tenha a capacidade para ler Códigos R deve gerir os dados pessoais do utilizador, forma a permitir a realização de operações associando essa informação.

Prevê-se desde já interesse em guardar dados do tipo: nome, email, morada, localidade, região, país, username para os vários sites onde o utilizador tenha registos.

Esta especificação é de divulgação livre tendo sido um desenvolvimento para a Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República. Todas as utilizações deverão referir

Código R
Desenvolvimento de Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República
http://codigo-r.centenariorepublica.pt